Alho como fim medicinal

Descrição

O alho é utilizado há milhares de anos, tanto como iguaria, quanto para fins medicinais. Arado no planeta todo, possui um bulbo formado por bulbilhos ou dentes, envolvidos de dente por dente em uma pele branca.

Nome científico

Allium sativum

Secção utilizada

Bulbilhos (dentes) secos ou frescos.

Uso medicinal

Coadjuvante no tratamento do colesterol elevado, pressão subida, infecções urinárias na prevenção da aterosclerose. Pequeno número de farmacopeias sistemas tradicionais de medicina defendem que o alho, por ser expectorante antisséptico, é um ótimo facilitar no tratamento de infecções respiratórias, gripes resfriados. Número reduzido de estudos mostram que cidadãos que têm uma dieta rica em alho têm um risco menor de desenvolver pequeno número de formas de câncer.

Modos de uso

Como maná (puro ou especiaria), macerado em agua, chá de despenhadeiro ou em cápsulas, comprimidos óleos fitoterápicos.

Cuidados contraindicações

É recomendado que o alho seja ingerido com comida para prevenir irritação gastrointestinal. Não deve ser utilizado por pessoas com gastrite ou úlcera gástrica, hipotensão, hipoglicemia, em caso de hemorragia em tratamento com anticoagulantes. Interromper o uso 10 dias de antemão de cirurgia.

Efeitos colaterais

Acidez, má percepção, andaço, dor de carola pressão baixa. Várias reações alérgicas incluindo comichão rubor na pele também podem acontecer.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *